A CONSTRUÇÃO DA HOSPITALIDADE TURISTICA NA HISTÓRIA DA CIDADE DE NITERÓI - RJ

Autores

  • José Mauro dos Santos Farias CEDERJ- Polo São Gonçalo

Palavras-chave:

Hospitalidade, Turismo em Niterói, Historicidade do Turismo

Resumo

Desde a sua fundação (1573), a cidade de Niterói ficou relegada ao segundo plano pela corte imperial, com a visita de Dom João VI a Banda do Além, a cidade teve que preparar-se para a visitação do Rei. O processo histórico apresentado neste artigo, desdobra-se com as similaridades da ocupação da cidade do Rio de Janeiro. Sendo o Rio de Janeiro ícone do turismo brasileiro, a cidade de Niterói pode retomar a particularidade de ser um destino relevante de destaque para o turismo no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro. A cidade retoma seus espaços não como signos vazios, apenas relatados na historiografia, mas como algo vivo, sempre em uso, lugares de confluências das memórias passadas e, sobretudo, das prospecções futuras. Nestes 290 anos, da visita de Dom João VI a cidade de Niterói (1819) até os dias de 2009, a verdadeira vocação da cidade parece estar cada vez mais sinalizada: O Turismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Mauro dos Santos Farias, CEDERJ- Polo São Gonçalo

Mestre em Ciência Ambiental, Licenciado em Geografia, Pós Graduado em Educação para a Gestão Ambiental, Ensino e Pesquisa em Turismo e Hospitalidade e Desenvolvimento Local para o Turismo. Professor Tutor no Curso de Turismo pela UFRRJ no CEDERJ - Polo São Gonçalo.

Downloads

Publicado

2011-06-30

Como Citar

Farias, J. M. dos S. (2011). A CONSTRUÇÃO DA HOSPITALIDADE TURISTICA NA HISTÓRIA DA CIDADE DE NITERÓI - RJ. Revista Hospitalidade, 8(1), 58–77. Recuperado de https://www.revhosp.org/hospitalidade/article/view/371

Edição

Seção

Artigos